quinta-feira, 4 de outubro de 2012

CCXLVII

 (Para Ferreira Gullar, pelo Dia do Poeta)

Dos brasis, do lar,
poema sujo de vozes.
A grande-angullar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...